15.11.12

Lavadeiras de Almenara

Limpam no rio e pedra
Molham os pés
E pedem
Bênção à Deus

Cantam fino
E encantam
Os cantos feitos
No canto de um país

Marcas no rosto
Mãos calejadas
Vozes do Tempo que diz:

No mesmo rio,
Que tinha ouro, tem prata
(Pratas da casa)
Onde brilha música
Que brilha na estrada
Brilham as lavadeiras
De Almenara

Rebeca dos Anjos



Um comentário:

Marco Rocca disse...

Bucólico, de uma beleza simples e ímpar... Aplausos de novo!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...