6.3.13

Autobiografia

Eu sou a poetisa que viveu
A vida em pele
Em cheiro e sangue
Em prantos
Em lágrimas

Não me couberam
As fantasias do impossível
Os desejos não realizados

Eu fiz tudo o que queria
Eu fui o verbo
Da minha escrita

Eu fui inteira -
E o meu poema virou metade.


Rebeca dos Anjos

4 comentários:

Fernanda Fraga disse...

Aplausos Rebeca, aplausos que confissão mais perfeita.
Beijos.

Milene Cristina disse...

Dessa metade, vários pedacinhos. Um tá aqui comigo, amo muito o que escreve. Beijoo!!

Rebeca dos Anjos disse...

Obrigada, meninas! Beijo grande!

Rebeca dos Anjos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...