20.6.06

Reflexo laranja sobre a rotina.

Os minutos vão passando e eu não sei o que fazer. Já é tarde, eu bem sei, mas não quero me mexer.

Tô afim de contemplar, lembrar os dias vividos e contar as histórias das borboletas brancas por mais de dez vezes. Disso eu não me canso.

Quero ouvir o CD preparado (pasme!) denovo e denovo e denovo.

Quero cantar e dançar. Passe-me logo essa taça de vinho pra completar.

Vamos passar pela ponte escura? Tenho que desenhá-la com aqueles lápis de cores! Lá não tinham fantasmas. E mesmo que tivesse, tenho certeza de que eram laranjas.

Laranjas foram os dias. Laranjas serão os dias. Todos os dias. Os dias todos. Dias laranjas. Serão todos.

3 comentários:

O empírico disse...

laranja? Amor, você tem escrito lindamente, e tem se escrito de uma forma única.

Nos escrevamos laranja então!

(Claro que você não é materialista, se assim o fosse eu não estaria apaixonado por você)

Seria eu disse...

Que bão!!!
Lembrar dos dias vividos e contar as histórias das borboletas!!!

Muitos e todos dias laranjas pra vocês!!!

bjuss

Marcelo Soli disse...

Apesar de passar tão rápido, a lembrança que fica ali no coração vai durar, durar e durar...

E que venham mais borboletas, mais armandinhos, mais lumiares...

...dizem que atravessar aquela ponte no escurinho e de mãos dadas faz o amor durar pra sempre...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...