9.10.06

Esperaria.

Acordou com luz no rosto em dia que chovia. Saltou da cama sem espreguiçar com olhos cheios de esperança - mesmo sem esperar por nada. Mudou a composição do texto quando ouviu a voz vinda do livro que lia. Esperou ser aplaudido. Sem assinaturas, esperou ser reconhecido pela dinâmica das palavras. Viveu o dia chuvoso com céu aberto. Chorou lágrimas de esperança. Pensou que não há o que esperar porque não se espera dos outros. Dormiu desejando acordar sozinho com a luz no rosto.

4 comentários:

O empírico disse...

Você não pode ser menos que genial pra ser amada assim e por tanto tempo por mim...

O empírico disse...

To te chamando assim por causa do texto também, sua tonta!

Rebeca dos Anjos disse...

Esse texto inspirado em palavras de Chico Buarque é um dever de casa. Um dia eu serei que nem ele. Ui!

Lu Rosário disse...

Gostei muito.

Hoje estou sem palavras para tudo...

Beijocas!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...