25.4.09

Sobre milagres.

É motivador falar de milagres. Se falamos deles é porque nossos olhos os enxergam assim e, se isso ocorre, é porque milagres estão presentes na vida.
Milagres não são extraordinários. São simples, pequenos, cotidianos. Eles estão em borboletas brancas que aparecem mesmo com chuva. Estão em beija-flor que visita a janela sem água doce. Estão em muletas, pernas tortas e esforço forte para locomoção de quem carrega um sorriso satisfeito no rosto. Estão nos velhinhos que se ajudam. Em histórias diferentes da nossa e que abrem a mente para novas possibilidades, conceitos, visões (e que por vezes até fazem os olhos enxergarem milagres).
Até existem os milagres grandiosos, e nem preciso dizer que eles são de grande importância. Penso que essa grandiosidade é necessária e dá esperança para aqueles que não estão com os olhos espertos, para aqueles que por algum motivo têm seguido a vida sem fé.
Não quero dizer que a capacidade de identificar milagres é permanente, e que assim como padronizam o bom e o mau, há de se padronizar aqueles que enxergam ou não os milagres cotidianos. Não. A maior magia dos milagres cotidianos é que a nossa alma não está disposta a vê-los constantemente. De uma hora para outra, é como se os olhos recebessem mais recursos e levassem para nossa alma todo o entendimento da importância das pequenas coisas.
É estado de graça, é felicidade sem motivo, é pureza d'alma. Talvez sejam olhos de criança que brotam na gente.

2 comentários:

Anônimo disse...

Hoje estou aqui...Vc.sabe que há muito tempo não entro...Vc. registra sobre um assunto natural em nossas VIDAS.Milagre é acreditar na VIDA.Fico "FELIZ" que vc.captou o meu "MELHOR".TE AMO!!!
DEUS te abençoe!!!LINDA VIDA!!!SEMPRE!!!:D

Lu Rosário disse...

A vida é feita de pequenos milagres, quando não..ela é o proprio milagre. Que texto mais lindo.

Beijos.
Saudades.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...