28.8.09

Duas luas, dois dias.

Era quinta-feira mais uma vez.
Os carros que entravam pela janela tornaram-se música.
A falta de luz virou lua.
As imagens toscas viraram filme feito de carne e osso, cheiro e beleza.

E todos aqueles pensamentos aprisionantes que recheavam as cabeças atuantes viraram nuvem dissipada (pelo menos por um momento).

Era dia em que planeta era iluminado, formando lua com clareza.

Ou ilusão bem feita.

2 comentários:

Lu Rosário disse...

Era um instante..talvez uma epifania.

Beijos.

fabiano Silmes disse...

Uma luz que surge do escuro...
talvez naquele instante o mundo
(ou pelo menos a parte escura da cidade)pode ver claramente uma coisa esquecida sob a sombra das lâmpadas dos postes.

Um grande abraço Rebeca.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...