6.12.10

Explode. Em paz.

E tenho dito que o que vai no coração é precioso demais para ser gasto em palavras com asas sem rumo.
Que tudo o que se sente é alimento para alma, antes de ser alimento para o outro.
Tenho dito que conheci borboletas que brotam do coração. Antes, brotavam do estômago, em época em que não era competente para digeri-las.
Aprendi a expressar o que sinto para Deus, que é quem melhor cuida do que há de melhor e pior em mim. Com Ele, não há vulnerabilidade, insegurança, medo. Tudo o que sinto vira tijolo de uma obra maior.
Foi assim que descobri o silêncio. Foi assim que descobri a intensidade que o silêncio tem.

2 comentários:

Sueysa disse...

Muito bom!

Preciso aprender muitas coisas com você e sua capacidade de transmutar, Beca.

"Tudo o que se sente é alimento para a alma." Sublime!
Ando dando muitas porcarias para minha alma comer. Heheheh!

Mas juro, estou em busca de modificar a dieta, completamente.

Bjks!

Raphael Grizotte disse...

Quero acreditar que são as palavras desgastantes. É este estranho alimento,que tem uma verdade quando diz isso 'em paz' por que nesse aprendizado da vida, ou melhor na minha vida palavras como silêncio, coração, estômago, borboletas, tijolo estão com um valor sentimental tão grande que só ler ou ouvi-las já fazem a diferença. Lindo como sempre. Muito muito

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...