19.9.11

Couraça

A marca da batata saiu da minha pele - não me cabem cicatrizes profundas.
O meu sangue, meus nervos, minhas fibras é que formam a minha derme.

Um comentário:

Raphael Grizotte disse...

Adorei o final é isso continua assim nos jogando pra longe quando achamos que já sabemos o que rima o que convém o que da fim ...seu fan!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...