23.2.12

Sobrecor




Tanto vermelho há aqui
Que penso descobrir
Que é primária a minha cor.

Não, não é.

(Pausa)

Se minha aura é magenta
Por que tantas vezes me falta o azul?

Rebeca dos Anjos

6 comentários:

Raphael Grizotte disse...

Espera...

Raphael Grizotte disse...

...não entendi?

Rebeca dos Anjos disse...

Oi Rapha!
Ora, não existe uma interpretação certa ou errada. Existe a maneira como estas palavras tocaram você :)

Obrigada pelas suas visitas, amigo!

Beijo grande!

Lu Rosário disse...

E tantas vezes me faltam tantas cores.. hoj mesmo, estou em uma escuridão que só.

Beijos.

Nadine Granad disse...

... não existe certo ou errado...
Ah, que lindo!... Concordo e é muito bom ler essa/sua poesia ;)

Beijos =)

Lu Rosário disse...

Muito obrigada, Rebeca.
Ainda bem que tenho as palavras, o blog e os amigos para desabafar.

Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...