4.3.12

Ô abre alas, que eu quero passar!




Ah, agora sim!
Quero a vida infinita
Até que eu sinta o infinito em mim.

Um comentário:

Lu Rosário disse...

Que delícia ler isso, lembrei-me de Leminski.

Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...