18.4.12

O mito da caverna

Dentro da nossa caverna
A luz da tevê
Faz sombra

A porta aberta
Assombra
Se o condomínio
Não tem grades


Dentro da nossa caverna
Cheia de imagens
"Sede é tudo"
Se não pularmos os muros

Somos nada
Se temos nada

Dentro da nossa conversa
Cheia de eco e desatenção
Somos só um retrato
Somos ainda
Qualquer coisa dita
Por um tal de Platão



Rebeca dos Anjos

2 comentários:

Elisa Cunha disse...

Parece mais confortável continuar na caverna... Fora dela vemos o caos; dentro, uma artificial sensação de segurança. Por isso a primeira reação do homem que saiu foi tapar os olhos, tal impacto que causa a luz (não a da televisão rs)...

Beijos!

Lu Rosário disse...

Sempre me surpreendo ao lê-la.

Sei que dentro da nossa caverna e da nossa conversa.. somos esse retrato, muitas vezes, emoldurado.. infelizmente.

Amei os ultimos versos!

"O que mais vale não é viver, mas viver bem" [Platão]

Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...