31.5.12

Ao Tempo

Você,
Que quando eu quero que vá
Insiste em ficar
E se quero que pare
Voa
Com asas de águia
Que tudo vê

Você,
Que cura tudo o que machuca
Sem que eu perceba
Desenhando memórias
Com lápis de cor
Do jeito que eu quero:
Mais ou menos dor

Você,
Que me marca
Na pele
Usando sorriso
Ou preocupação

Passar que me constrói
Ou corrói
Enquanto escorre pelas mãos

Rebeca dos Anjos

2 comentários:

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
ecos
de
la
tarde
callada
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
REBECA

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE THE ARTIST, TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA,JEAN EYRE , TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

José
Ramón...

Lu Rosário disse...

Se é amor, eu não sei.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...