27.5.12

Sobre-mesa



Taça de vinho tinto
Gole
Língua que passeia
Lábios
Quase amargos de tão tintos

Chocolate
Sem contraste
Cor de mate
Também tinto
Porém doce
Todo doce
Meu paladar aflito

Com taça líquida
Aqueço os sentidos
Recebo
Quadrado sólido
Desfeito na língua querente
O que sobra
Vai dos dedos
Aos dentes

(Calor
Intenso
E quente)


Um comentário:

Lu Rosário disse...

E dos lábios.. sabe-se o resto.

Amei a sensualidade que seu poema transmite.


Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...