2.5.12

Dos sentidos.

É que,
Apesar de tudo,
Apesar do que os meus olhos míopes viam
Sempre existiu o que não era visível
Sempre existiu aquilo em que acredito
Minha certeza palpável
Meu tato clarividente
Minha fé inquestionável.

Pra quem não via,
Abismo era.
Pra mim,
Era salto.

Alto.

E se o chão era duro
(Dura é a vida)
Eu virava semente no fundo
Disposta a esperar
O romper...

Novamente,
Para sempre.


É que,
Apesar de tudo,
Apesar do que os calos tocavam
Sempre existiu o impalpável
Sempre existiu aquilo em que acredito
Minha certeza visível
Visão apurada
Diante de uma fé questionadora.



Rebeca dos Anjos

2 comentários:

Lu Rosário disse...

Acreditar em algo além.. nos faz dar maiores saltos.


Beijos.

Lu Rosário disse...

Acreditar em algo além.. nos faz dar maiores saltos.


Beijos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...