30.7.12

Viagem (de volta)


Sessenta dias em alto mar
Um navio a transportar
O amor que se partiu
 
Do amor nada se espera,
Ela pensa
E diz na carta que isso traduz -
Letra 
Nua.
 
A carta talvez lida em qualquer porto
Terra firme
Mundo torto
Fez o mar se conter
 
Caminho inverso,
Mar desagua
Vira rio
Água doce
É reviver
 
Ele veio,
Ela nascente
A carta nua
O sol poente...
 
O amor só é presente
Quando dar é receber.



Rebeca dos Anjos

2 comentários:

Marco Rocca disse...

Lindo este poema, como o mar e seus encantos... Aplausos!

Lu Rosário disse...

Que liiiindo!
Saudades demais deste espaço poético!

Beijão!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...