20.1.17

Quando tudo está confuso,
Sorriso no rosto e coração apertado,
Escrevo.

Quando tudo é o horário,
E passam desapercebidos os cantos dos pássaros,
Escrevo.

Quando tudo é temporário,
Instável e louco
São as letras o meu porto

E se a permanência me assombra
Com sua constância e marasmo
São as letras o meu acaso

São elas,
Meus pontos de equilíbrio,
Exclamações ou não.

São elas,
A parte de mim que desconheço,
Por vezes uma ponte,
Conexão com o que não vejo,
O meu fim e o meu começo,
Corpo, alma,mistério e oração.

(Rebeca dos Anjos)

2 comentários:

Milene Cristina disse...

" Por vezes uma ponte ". Que bonito.
Escrever é sempre nos resgatar.

Milene Cristina disse...

" Por vezes uma ponte ". Que bonito.
Escrever é sempre nos resgatar.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...