30.5.17

Do florescer ao fruto III

Eu tão medrosa,
Qualquer sinal é um choro,
Qualquer dúvida é um pranto
Enquanto ouço você cantar pra mim:
"Aquieta o seu coração"

Mas eu sou boba
E é tão pequena a minha fé
Apesar de eu rezar de joelhos e de pé
Que você esteja para sempre bem aqui comigo

Eu já te amo tanto, meu filho (a)!

Através de você me encontro com todas as minhas fragilidades,
Meus traumas, minha imaturidade
Mas sou inteira,
Inteiro amor,
Inteira flor que fruto dá

(Respiro após o pranto)

Olha ali você,
Maior do que há alguns dias,
Grudadinho na parede da sua casinha,
Como quem diz:
Eu tô quietinho aqui mamãe,
"Mas vê se aquieta o seu coração".

Rebeca dos Anjos, Nov/2016.


Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...