15.11.06


Queria visualizar luzes radiantes, daquelas que só se encontra quando chega ao céu.
Queria fazer da Terra um pedaço de nuvem, aconchegante, mas sem umidade.
Sonhou com músicas apaixonantes, dessas sem letras, apenas com tranquila melodia.

Viveu sem esperar nada disso.
Foi no turbilhão de dentro que encontrou tudo o que foi descrito.

3 comentários:

Seria eu disse...

"Alma, deixa eu ver sua alma, a epiderme da alma, superfície,
Alma, deixa eu tocar sua alma, com a superfície da palma da minha mão, superfície
Easy, fique bem easy, fique sem nem razão, da superfície,
Livre fique sim, livre, fique bem com razão ou não, aterrize,
Alma, isso do medo se acalma,
Isso de sede se aplaca,
Todo pesar não existe,
Alma, como um reflexo na água,
Sobre a última camada
Que fica na superfície,
Crise,
Já acabou, livre,
Já passou o meu temor, do seu medo sem motivo (...)"

Me lembrou esta canção...

Bjoca!

Lu Rosário disse...

Isto é partir para a mais profunda viagem que o homem pode fazer, que é para dentro de si mesmo.

Beijos!

O empírico disse...

Te amo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...