4.5.07

Prisioneiros.

Então chegaram os dias em que na porta de cada casa surgiram grades reforçadas.
Depois das grades ao redor de cada casa, surgiram as grades em volta de cada pessoa. Cada cidadão tem uma grade ao redor de si.
Mas grade tem espaço vazio e ainda assim, fomos atingidos.
A grade agora está ao redor dos olhos - não se mostra a alma ao mundo sem o receio de que essa também lhe seja tirada.

Então chegarão os dias em que, na aparência, nenhuma pessoa terá alma.
A falta de alma é mais grave do que a presença de grade.

5 comentários:

O empírico disse...

O corpo é a grade da alma,
Os olhos são a porta...

E o medo é a chave da porta...

Te amo...
(lindo texto)

Lu Rosário disse...

Lindo e profundo.

A falta de alma implica na perda de sentimentos. Assim o homem torna-se somente uma máquina.

Beijos.

ludmilesca disse...

E sem alma não há passarinho que aguente!

beijooooooo

Leandro Fernandez disse...

descobri teu blog por acaso, e ADOREI!!!

Passo aqui sempre...

Bejos

P.S.: Tou acreditando q acaso nao existe!!!!

Fabiano Silmes disse...

A cada corpo um desejo...a cada desejo uma prisão...somos pássaros aprisonados...a nossa alma se refugiou na mão que à aprisiona.A nossa liberdade criou grades...e ficamos presos com uma viva impressão de estarmos voando...quando na verdade a cada grade que criamos famos ficando cada vez mais presos a está ilusão de romper a imensidão deste céu a azul.

Parabén Rebeca um belíssimo poema

Abraços

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...