19.1.12

Campanha pela desilusão

Prendo-me à realidade.
O anseio por algo inalcançável, pelo imaginado, pelo que está longe ou pelo futuro, não é, como dizem, fonte de motivação. É fonte de angústia que inspira, mas pesa as letras e vozes que, frustradas, rimam dor.
Pouco entendo quem espera. Muitas vezes até, falta-me paciência.
Viver de "se" é suicídio. Fuga da vida em vida.
Como me cansam os tantos desenhos do que está por vir!  E todos os choques ansiosos que os corpos padecem por tal loucura! E todas as oportunidades perdidas de momentos reais e inesquecíveis!
Viver de "ser" é para quem tem coragem.

Não há amanhã. 
E não haverá se não existir o que há.

Rebeca dos Anjos

6 comentários:

Lu Rosário disse...

Quem vive de sonhos, morre de barriga vazia [cheia de vento].

* De vez em quando eu me suicido..rsrs.


Estou gostando de ver isso aqui, viu? Sempre um post novo! Um dia vou ser assim..rs

Beijos.

Lu Rosário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nadine Granad disse...

... Fonte de angústia... sim, sim... não havia pensado por esse lado!...

Estou viajando... muitas ideias!... De vez em quando me suicido também, rs...

Beijos =)

Rebeca dos Anjos disse...

Eu tb me suicido de vez em quando, meninas! E perco a paciência comigo mesma, rs!

Beijinhos!

Raphael Grizotte disse...

Como gostaria de acender um cigarro e dizer "hey deep" muita angustia sabe estou muito assim tento ser menos a cada dia para viver um pouco mais Beck "seja o que for será"...Só que essas são palavras de mim covarde,amanhã outro desenho!!!

Luiza Maciel Nogueira disse...

só existe o agora em tons de silêncio e isto deveria ser chamado de lberdade, escreves soltamente. beijos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...