9.2.12

 
Saio de casa.

É noite.

Os gatos são pardos
Estão pálidos
Os meus leões.

A lua me chama
Me salva
Doura meus pelos
Que assim,
Brilham na escuridão.

Pelos dourados
Iluminados
Por lua
Que pensa que é sol

Fria,
Ferve os pelos de ouro -
Ouro de tolo,
Onde os gatos são pardos.

É tudo mentira, afinal.



5 comentários:

Lu Rosário disse...

Você também dança, com palavras e expressões..

...beijos.

Lázara papandrea disse...

Rebeca, acredito que a poesia seja também uma gata parda prenhe de palavras que não nos larga por nada, até que possamos parí-la..só que ela engravida o tempo todo e a gente vive a fazer partos quase todos os dias. Amei seu poema. beijos

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Olá!
É um grande prazer conhecer seu blog e poder ler o que escreves.
Acredito que quando escrevemos com prazer conquistamos amigos e fiéis amantes das palavras. Sabemos o quanto é difícil levar a nossa voz, as nossas angustias os nossos sonhos às pessoas. Mas o mais importante é saber que você e eu gostamos daquilo que fazemos.E acreditamos que o mundo pode se tornar bem melhor através de nossos escritos.
Grande abraço
Se cuida

Fred Caju disse...

Massa mesmo. Bela canção noturna.

Luiza Maciel Nogueira disse...

jeiito felino de ser! obrigada pela presença em meus desenhos.

beijo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...