24.10.12

Poema de quem já caiu

Não há em mim tal preocupação.

O amanhã
Se virá?
Contas a pagar?
Planos a realizar?
Metas? Conselhos? Tombos?

Nada disso me assombra.

Eu bem sei que cada dia é um
Eu bem sei que tudo é um
E que o um que cai
Tão bem se levanta

E se não levantar?
Meu bem, deixa estar...
Cada passo é uma dança!


Rebeca dos Anjos

Um comentário:

Marco Rocca disse...

Um modo de encarar a vida. Creio que não devemos dar muita importância aos tombos. Ainda mais se serviram como aprendizado... Parabéns por este excelente poema!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...