22.4.06

De três em três minutos.

São sete horas. O semáforo fechou para os pedestres. Eles se entreolham e agarram com mais força suas bolsas recheadas com marmitas, contas e o dinheiro da passagem.

São sete horas e três minutos. O semáforo fechou para os carros. Os motoristas se entreolham e reparam no movimento dos meninos acrobatas ao mesmo tempo que o retrovisor permite saber se o carro de trás é melhor que o seu.

São sete horas e seis minutos. O semáforo fechou novamente para os pedestres. Os meninos acrobatas correm. Visitaram as janelas fechadas de cerca de dez carros cada um. Uma se abriu. Ufa! Isso é o suficiente para amenizar a surra que virá.

O semáforo abre para os carros.
O semáforo abre para os pedestres.

O semáforo tem tempo certo. Controla vidas. O semáforo nunca será homem.

2 comentários:

O empírico disse...

O semáforo não escolhe, ele apenas obedece... Não tem a coragem de desrespeitar aquelas regras que regem aquilo que é...

O homem poderia quebrar o semáforo...

(te amo com a cor verde)

Jhow disse...

A pedido de minha filha.
Também acho que O semáforo é fêmea, ela é a Lei! Não gosto de leis, elas são frias, desiguais para os desiguais ou iguais. Triste a criança que depende da luminosa e pálida cor vermelha, prefiro minha janela fechada para abrir portas.
Quero um lugar sem o compasso do três.
Beijos!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...