8.6.06

Instinto.

E na ânsia de fazer daquele o seu melhor momento (ela sempre fazia assim), espalhou ao seu redor objetos vermelhos e concentrou uma pequenina luz para dar o toque.

O momento era somente dela. Só dela. A intenção era a mesma que um leopardo tem. Os olhos que olham por baixo e as unhas que se preparam atiçam outra visão frente ao rosto de menina.

Ela deseja se lançar. Ela deseja se sentir, Ela deseja se refletir na pele de outro. Ela deseja ser desejada.

O sangue quente que já corre por todo aquele corpo, agora feroz, sai de si. E vai voltando ao poucos. E não quer voltar.

Começa a pensar no próximo ataque. O prazer egoísta sacia por pouco tempo.

3 comentários:

O empírico disse...

Rosto ruborizado de um menino ainda criança...

Te amo!

Marcelo Soli disse...

ih....
rs

Lu Rosário disse...

Muito bom......!
Escreva assim com mais frequencia!

Beijos!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...