1.6.06

Vozes.

Ao passado, falo baixinho, como quem fala a quem se quer bem, a quem se quer ensinar. Digo-lhe que errei. Mas errei tentando acertar.

Ao presente momento, não sei como falar. Agora sinto medo desse momento ser passado e errar. Mas tudo bem. O tom de voz é doce, como a vida deve ser. E se eu estou errando, eu juro, foi querendo acertar.

E ao futuro, ah, meu Deus, eu tô gritando! Ajude-me a não errar. Não tenho todo o controle que gostaria sobre ele.

O tom de voz é pensamento. E pensa que o que fiz ontem e tô fazendo hoje vão cair sobre mim. Que não sejam erros. Que sejam tentativas bem sucedidas.

Que seja perfeito, que não seja vida.

2 comentários:

O empírico disse...

Que seja imperfeito, que seja bem vivida!

E isso tá lindo, com toda beleza que as coisas imperfeitas conseguem ter...

(,mas bem mais próximo da perfeição que alguém pode atingir, eu te amo)

Marcelo Soli disse...

tem que ser imperfeito...tem que ter desventuras...
pra você admirar com mais carinho os pequeninos momentos de perfeição...

beijos!!

(adorei o novo visual disso aqui...)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...