1.12.11

Dos risos de rabo


Lá vem ela
E o rabo
Que ri
Que pede
Que ama
Que canta
Que fala


O ouvido atento
Que escuta
Aquilo
Que vai
(e vem)
Dentro de mim

Lá vem ela
Inquieta
Cheira
Procura
Faz charme
E lambe
A ponta do meu dedão


Soltinha
Vira-Lata
Toda dada
Quase abraça
Quem vai no elevador

E nesses dias
Bico meu
Vira focinho:

A Lata Vira
O meu coração

6 comentários:

Luiz Libório Alves disse...

Quanta doçura!

Rebeca dos Anjos disse...

Ah, sou apaixonada pela minha filhota! E ela me desperta doçura... :-)
Bjs, querido!

Fred Caju disse...

Faixa 2 do Mutantes e Seus Cometas no País dos Baurets seria uma trilha.

Rosângela Zorio disse...

Lindo poema, duas meninas encantadoras! Bjs

Ana Claudia disse...

A lata vira o nosso coração e a gente vira meio bicho para brincar e amar com ela.

Lu Rosário disse...

Que lindezaa, sempre me derreto quando o que vejo ou leio tem bicho no meio.

Beijão!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...