4.11.11

Gotas

Paro tudo para tomar banho
Para calar o pranto
Para soltar o canto

Deixo escorrer pelo corpo
Descer pelo ralo
O suor
O cansaço
O abalo

E fresca
Viro brisa
Viro outra
Me liberto
Me integro
Me completo

Fico pronta.

3 comentários:

Rosângela Zorio disse...

Gotas de orvalho
no jardim ,na flor...
Gotas trazem alívio, serenidade
Lindo poema Rebeca. Boa semana, bjs

Lu Rosário disse...

Vive-se um ritual contínuo neste ciclo inesgotável de viver e reviver em pequenos e tantos momentos.

Fabio Rocha disse...

A imagem dança no ritmo molhado do poema...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...